• Isabela Silva

Uma conversa sincera sobre a vida em A Gorda de Isabela Figueiredo (resenha do livro)

Atualizado: Mai 5

"Sobre a bata, um blusão azul da Melka, em caqui grosso, comprado num saldo dos Porfírios, na Baixa Lisboa, no final do verão anterior. Encontrei-o num monte de roupa de homem, quase tudo em XL, porque os homens têm direito a ser grandes. O corte masculino apresenta o desenho de tiras de tecido amarelo-mostarda e branco-sujo a todo o comprimento debaixo dos braços. Não escolhi a cor nem o modelo. Nada me servia. Escolheu-se sozinho. Eu cabia nele, e assim ele tornou o blusão certo."

Esse trecho foi ironicamente o que meus olhos viram ao folhear o livro A Gorda de Isabela Figueredo em uma Feira de Livros ano passado. A junção de nome da autora (Isabela) + título a gorda (o que eu sou) + este trecho foram suficientes para me fazer comprar o livro. Tentei ler ele no mesmo dia mas não estava psicologicamente pronta para isso. Como assim? Embora com bastante humor em muitos trechos, falar sobre o preconceito, ainda mais o preconceito com pessoas gordas é um tema difícil e tratava de coisas inclusive vividas por mim. Quando finalmente criei coragem para ler, me impressionei muito com o poder da escrita da autora.


Como está escrito no título, a sensação ao ler o livro é de uma conversa sincera. Imagine-se indo visitar a personagem principal, Maria Luísa, em sua casa. Vocês sentam no sofá, ela coloca uma playlist no spotify e você pergunta sobre como tem sido a vida dela iniciando uma conversa que termina no final do livro. Pelo menos essa é a sensação que tive durante a leitura, é um livro bem imersivo e sem uma linha cronológica bem definida, cada capítulo mesclam-se assuntos diferentes, retomam-se outros anteriores de uma forma bem típica de uma conversa. Falei de playlist no Spotfy, porque no início do livro temos uma epígrafe musical que a editora Todavia fez questão de criar uma playlist como o título do livro pra você acompanhar a leitura.


É uma história completa, romances, momentos tristes, frustrações, alegrias e descobertas serão sensações que você terá ao lê-la. Não quero contar muito da história em si, acho que ele é um livro do tipo apenas indique, caso a pessoa se interesse e leia, ficará feliz por você não ter dito muita coisa sobre, deixou-o descobrir sozinho.





12 visualizações

Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now